Vergonha: Jaime Campos usa iluminação pública ilegalmente em sua residência e empresas

Residência do senador Jaime Campos

Vergonha: Enquanto boa parte da população várzea-grandense transita por ruas e avenidas escuras, correndo risco de assalto, a empresa União Transportes e algumas propriedades do senador Jaime Campos (DEM), entre elas, a própria residência, são beneficiadas com iluminação pública, sem gastar um centavo do bolso, pago com recursos do erário municipal. 

E não é de agora que eles se beneficiam. De acordo com denúncia que chegou à Redação do VG Notícias,  as benesses à empresa e ao senador, vem desde a época em que o município era governado pelo então prefeito, Jaime Campos. 

A União Transportes pertence ao mesmo grupo da Construtora Nhambiquaras, que prestava serviços de troca de lâmpadas e manutenção na iluminação do município - desde a gestão do então prefeito de Várzea Grande, Jaime Campos - até dezembro de 2011, quando o atual prefeito Sebastião dos Reis Gonçalves – o Tião da Zaeli (PSD) rescindiu contrato.

Ainda de acordo com a denúncia, os postes que ficam em frente à União Transportes, em frente à residência do senador e no antigo diretório do DEM, hoje Centro Integrado da Mulher (CIM), também de propriedade de Jaime Campos, tem dois braços de lâmpadas, um para clarear a rua e o outro para clarear as propriedades particulares. O denunciante ainda frisou que o poste com os dois braços estão no local desde quando funiconava o antigo diretório ainda PFL, conforme constatou a reportagem do VG Notícias. 

Confira fotos no final da matéria.
Em frente às duas garagens da União transportes, tem mais de 10 postes e todos com dois braços. Em frente à casa do senador tem um poste e dois braços - e no CIM, a mesma coisa.

A finalidade da iluminação pública, como o próprio nome faz referência, é para fornecimento de energia elétrica, para iluminar ruas, praças, avenidas e outros logradouros de domínio público e de uso comum. No entanto, parece que o empresário e o senador não sabem que a iluminação pública é um bem indivisível e universal e não para uso particular.

Histórico político: Jaime Campos foi prefeito de Várzea Grande de 1983-1986, PDS; 1997-2000/ 2001-2004, PFL, e governador de Mato Grosso 1991-1994, PFL e atual senador a República pelo DEM.
Vistas grossas: A Secretaria de Infraestrurtura de Várzea Grande (Sinfra/VG), responsável pelo contrato com a Nhambiquaras não fiscalizou, por incompetência ou conveniência, deixando que o município fosse lesado. Isso pode configurar ato de improbidade administrativa, caso estes sejam denunciados pelo Ministério Público.

MP: O Ministério Público, por meio da 1ª Promotoria de Justiça Cível de Várzea, notificou a Prefeitura Municipal, em julho de 2011, para que ao efetuar pagamento a Construtora Nhambiquaras, fosse feito mediante comprovação dos serviços. A empresa era responsável pela iluminação e a cidade estava constantemente às escuras – e população reclamando da falta do serviço e de segurança.

O promotor de Justiça Tiago de Souza Afonso Silva disse que o procedimento visava apurar o modo pelo qual a prefeitura gerenciava os custos com a manutenção da iluminação pública da cidade, prestado pela Nhambiquaras, de maneira absolutamente insatisfatória, apesar dos vultosos gastos efetuados mensalmente pelo Poder Público em favor da empresa.

A reportagem do VG Notícias já havia denunciado com exclusividade, que a prefeitura pagava caro pelos serviços e sem controle. Os pagamentos mensalmente efetuados a Construtora Nhambiquaras sempre ultrapassam R$ 150 mil. Somente de janeiro a junho de 2010 a Nhambiquaras recebeu mais R$ 1.378.410,53 milhões dos cofres municipais.

Garagem da União Transportes:

Antiga sede do PFL, em Várzea Grande. Propriedade do senador Jaime Campos e locado para Prefeitura de VG desde a gestão do ex-prefeito, Murilo Domingos,

 


Gostou? Compartilhe:

Um comentário:

  1. Gente, eu tenho até vergonha de contar para as pessoas que moro numa cidade dominada por uma família imoral como a CAMPOS.

    ResponderExcluir