Ficha Suja: Jaime Campos não pode candidatar a prefeito de Várzea Grande nem a governador em 2014


Eleições 2012 - Mesmo que decida lançar sua candidatura a prefeito de Várzea Grande ou a governador do Estado de Mato Grosso, o senador Jaime Campos (DEM), pode se encaixar no perfil de um candidato “Ficha Suja” como determinou o Supremo Tribunal Federal (STF) para ocupar algum cargo público.

Jaime foi eleito senador em 2006, porém, já ocupou o cargo de governador do Estado e foi prefeito de Várzea Grande. Após essas gestões, o senador tornou-se réu em várias ações por improbidade administrativa, superfaturamento e autopromoção.
 
No mesmo ano, o democrata foi condenado por prática de improbidade administrativa em razão do uso de meios de divulgação oficiais do município - como ferramentas de autopromoção e publicidade pessoal, na sua última gestão na Cidade Industrial (2000-2004).
 
Jaime Veríssimo de Campos foi condenado a pagar a multa de vinte vezes o valor da última remuneração mensal que percebeu enquanto Prefeito Municipal, e também o pagamento de 50% (cinquenta por cento) do valor das custas e despesas processuais. Em 2009, Jaime entrou com recurso interposto, mas o Tribunal de Justiça manteve a condenação.
 
Outra acusação de improbidade administrativa contra Jaime foi relacionada à Educação. A denúncia foi formulada pelo Ministério Público Estadual (MPE), comprovando que o ex-prefeito fez uso indevido dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). O senador foi condenado a pagar multa civil de 70 vezes o valor do salário que recebia como prefeito, o que equivale, em média, ao total recebido em cinco anos e oito meses.
 
Além dessas duas condenações citadas acima, Jaime também foi condenado a ressarcir o erário do município com todos os valores pagos a título de “pensão de mercê” ao ex-vereador João Simão de Arruda. Todas as condenações relatadas enquanto gestor municipal. Foi prefeito de Várzea Grande, MT (1983-1986, PDS; 1997-2000/ 2001-2004, PFL), e governador de Mato Grosso (1991-1994, PFL).
 
Como governador, Jaime foi condenado a devolver aos cofres públicos o valor de R$ 14 milhões por participação no esquema de superfaturamento do Hospital Central de Cuiabá, cujas obras estão paralisadas há anos, se constituindo num “gigantesco monumento à corrupção e ao desperdício do dinheiro público”, segundo nota do Ministério Público Federal (MPF).
 
Esses processos são apenas alguns inclusos em meio a vários que o senador Jaime Campos responde. Esse novo cenário imposto por meio de votação no STF, impedindo a candidatura dos “Fichas Sujas” acaba frustrando a vida de muitos políticos, como também pode acabar com a carreira do senador Jaime Campos, que se provado suas condenações em colegiado, ficará inelegível. Confira abaixo alguns processos. Mais informações clique aqui.
 
STF - Inquérito nº 2606/ 2007 - É alvo de inquérito que apura peculato e crimes previtos na lei de licitações e contra administração em geral.

 STF - Processo nº 460/ 2007 - É réu em ação penal movida pelo Ministério Público Federal por uso de documento falso.

 É alvo de ações civis públicas, inclusive de improbidade administrativa, movidas pelo Ministério Público Federal e pela União:
 TRF-1 Seção Judiciária de Mato Grosso - Processo nº 0008120-29.2003.4.01.3600 (Foi condenado à restituição integral de todas as verbas públicas federais repassadas pela União e destinadas à execução das obras de um hospital em Cuiabá no período em que governou Mato Grosso)

 TRF-1 Seção Judiciária de Mato Grosso - Processo nº 0003696-60.2011.4.01.3600 (Acusado de envolvimento com a máfia das ambulâncias)

STF - Processo nº 227128 - Em ação popular, foi condenado a ressarcir os cofres públicos por gastos indevidos com propaganda utilizada para promoção pessoal. O STF manteve a decisão.

 TCU - Acórdão nº 1327/ 2009 - Foi responsabilizado por rregularidades na aplicação de recursos federais provenientes de convênio celebrado entre a Fundação Nacional de Saúde e o governo de Mato Grosso.
Clique em "saiba mais" para ver todas menções a Jayme Campos no noticiário sobre corrupção, integridade do Estado e assuntos correlatos acumulado no projeto Deu no Jornal, da Transparência Brasil. Ao fazer isso, observe que a presença de um certo nome numa matéria que trata desses assuntos não significa necessariamente que a pessoa esteja envolvida em algum caso como acusada de corrupção, mas apenas que é mencionada. Atenção a possíveis homonimias: verifique pelo contexto da notícia se o parlamentar em questão é de fato mencionado no texto, e não outra pessoa com o mesmo nome.

Investigações do Ministério Público Federal sobre a máfia dos sanguessugas apontou indícios de irregularidades envolvendo convênios entre a prefeitura de Várzea Grande e o Ministério da Saúde. (Folha de S. Paulo29.nov.2008).

Consta da lista de benefiários de pensões vitalícias pagas pelo governo de Mato Grosso. (Folha de S. Paulo20.jan.2011)  Fonte: VGNotícias


Maninho de Barros quer durrubar Tião da Zaeli para virar prefeito

 Várzea Grande - Segundo publicou o site VG Notícias, o presidente da Câmara de Várzea Grande, Maninho de Barros (PSD), está achando um jeitinho para tentar afastar o prefeito de Várzea Grande, Tião da Zaeli (PSD). Maninho está querendo ter a mesma experiência do colega de parlamento, João Madureira (PSC). Sentar na cadeira de prefeito. Para ser presidente da Câmara, Maninho negociou com Madureira, como ele próprio propaga aos quatro cantos. Até valores da negociação ele contou por ai. Agora quer ser o líder maior do município. Como jogador, Maninho está querendo dar uma “cartada”, acha que pode dar um “blefe” e a Justiça aceitar.

Presidente, não deixe os interesses pessoais, seu, da vereadora Isabela Guimarães e do Fábio Saad, conforme revelou fontes do VG Notícias, transformar Várzea Grande em uma Tangará da Serra, que sente até hoje, o reflexo da briga de poder. Seja mais inteligente, e pense na população de Várzea Grande. Um conselho vereador: Este ano tem eleições municipais, se candidate a prefeito e seja testado nas urnas. Você é do mesmo partido do prefeito Tião, peite na convenção e dispute. Não tente ganhar a Prefeitura no “tapetão” que o tiro pode sair pela culatra. Em breve  mais informações sobre o caso. Aguarde, tem muitas coisas ainda para ser reveladas que não saíram dos bastidores!!

Vergonha: Jaime Campos usa iluminação pública ilegalmente em sua residência e empresas

Residência do senador Jaime Campos

Vergonha: Enquanto boa parte da população várzea-grandense transita por ruas e avenidas escuras, correndo risco de assalto, a empresa União Transportes e algumas propriedades do senador Jaime Campos (DEM), entre elas, a própria residência, são beneficiadas com iluminação pública, sem gastar um centavo do bolso, pago com recursos do erário municipal. 

E não é de agora que eles se beneficiam. De acordo com denúncia que chegou à Redação do VG Notícias,  as benesses à empresa e ao senador, vem desde a época em que o município era governado pelo então prefeito, Jaime Campos. 

A União Transportes pertence ao mesmo grupo da Construtora Nhambiquaras, que prestava serviços de troca de lâmpadas e manutenção na iluminação do município - desde a gestão do então prefeito de Várzea Grande, Jaime Campos - até dezembro de 2011, quando o atual prefeito Sebastião dos Reis Gonçalves – o Tião da Zaeli (PSD) rescindiu contrato.

Ainda de acordo com a denúncia, os postes que ficam em frente à União Transportes, em frente à residência do senador e no antigo diretório do DEM, hoje Centro Integrado da Mulher (CIM), também de propriedade de Jaime Campos, tem dois braços de lâmpadas, um para clarear a rua e o outro para clarear as propriedades particulares. O denunciante ainda frisou que o poste com os dois braços estão no local desde quando funiconava o antigo diretório ainda PFL, conforme constatou a reportagem do VG Notícias. 

Confira fotos no final da matéria.
Em frente às duas garagens da União transportes, tem mais de 10 postes e todos com dois braços. Em frente à casa do senador tem um poste e dois braços - e no CIM, a mesma coisa.

A finalidade da iluminação pública, como o próprio nome faz referência, é para fornecimento de energia elétrica, para iluminar ruas, praças, avenidas e outros logradouros de domínio público e de uso comum. No entanto, parece que o empresário e o senador não sabem que a iluminação pública é um bem indivisível e universal e não para uso particular.

Histórico político: Jaime Campos foi prefeito de Várzea Grande de 1983-1986, PDS; 1997-2000/ 2001-2004, PFL, e governador de Mato Grosso 1991-1994, PFL e atual senador a República pelo DEM.
Vistas grossas: A Secretaria de Infraestrurtura de Várzea Grande (Sinfra/VG), responsável pelo contrato com a Nhambiquaras não fiscalizou, por incompetência ou conveniência, deixando que o município fosse lesado. Isso pode configurar ato de improbidade administrativa, caso estes sejam denunciados pelo Ministério Público.

MP: O Ministério Público, por meio da 1ª Promotoria de Justiça Cível de Várzea, notificou a Prefeitura Municipal, em julho de 2011, para que ao efetuar pagamento a Construtora Nhambiquaras, fosse feito mediante comprovação dos serviços. A empresa era responsável pela iluminação e a cidade estava constantemente às escuras – e população reclamando da falta do serviço e de segurança.

O promotor de Justiça Tiago de Souza Afonso Silva disse que o procedimento visava apurar o modo pelo qual a prefeitura gerenciava os custos com a manutenção da iluminação pública da cidade, prestado pela Nhambiquaras, de maneira absolutamente insatisfatória, apesar dos vultosos gastos efetuados mensalmente pelo Poder Público em favor da empresa.

A reportagem do VG Notícias já havia denunciado com exclusividade, que a prefeitura pagava caro pelos serviços e sem controle. Os pagamentos mensalmente efetuados a Construtora Nhambiquaras sempre ultrapassam R$ 150 mil. Somente de janeiro a junho de 2010 a Nhambiquaras recebeu mais R$ 1.378.410,53 milhões dos cofres municipais.

Garagem da União Transportes:

Antiga sede do PFL, em Várzea Grande. Propriedade do senador Jaime Campos e locado para Prefeitura de VG desde a gestão do ex-prefeito, Murilo Domingos,

 


Eleições 2012: Pesquisa eleitoral para prefeito de Várzea Grande

 Várzea Grande Mato Grosso

O site RDNews publicou nesta segunda-feira, 20 de fevereiro, pesquisa realizada pelo instituto Mark nos dias 11 e 12,  sobre as Eleições 2012 para prefeito em Várzea Grande onde o ex-prefeito por três mandados e senador Jaime Campos aparece disparado em primeiro lugar. Numa simulação com quatro virtuais candidatos, o democrata obteria 54,2% das intenções de voto. O nome do deputado Walace Guimarães (PMDB) vem em segundo lugar, com 18,2%. Em terceira colocação e muito distante de Jayme e Walace aparece o prefeito Tião da Zaeli (PSD), com 3,8%. O pré-candidato do PSC, engenheiro civil Tarciso Bassan, é o lanterna, com somente 1%.

  • Jaime Campos 54,2%
  • Dr. Walace      18,2%
  • Tião da Zaeli     3,8%
  • Tarcico Bassan  1,0%
  • Não sei/Nr      13,8%
  • Nulos/brancos   9,0%
 Pesquisa eleitoral não é eleição, e tem muito pouco valor pois não foi homolagada nenhuma candidatura. Outra coisa é relembrarmos o que aconteceu nas últimas eleições em Mato Grosso e em especial  Várzea Grande. Quem imaginaria Murilo Domingos reeleito em 2008? Ninguém queria nem aparecer numa foto próximo do então prefeito. 

O  que ainda não é sabido definitivamente uma vez que o TRE ainda não divulgou as lista dos FICHAS SUJAS. Pelo que consta, Jaime Campos tem dois processos, se confirmado, não será candidato, nem a prefeito ou a qualquer outro cargo em 2014.

Por outro lado, ainda existem muitas negociações de bastidores no caldeirão político de Várzea Grande, nomes ainda não mencionados pode ser candidato e até vencer as eleições na cidade industrial.

Nós do Folha de Várzea Grande convidamos você cidadão e eleitor varzeagrandense a reflexão, essa cidade precisa de administradores competentes, éticos e honestos para tirar a cidade do atraso de décadas e abrir portas para o desenvolmento econômico e na qualidade de vida dos seus moradores.

Siga o blog no twitter
 

Tião da Zaeli anuncia que recuperou R$ 70 milhões do PAC e obras iniciam ainda em 2012


Obras do PAC em Várzea Grande - O prefeito Sebastião dos Reis Gonçalves – popular Tião da Zaeli (PSD) recuperou R$ 70 milhões do “Programa de Aceleração do Crescimento” (PAC) – referente recurso de 2007. “Esse recurso foi disponibilizado no ano de 2007 e o contrato já estava cancelado. No entanto, eu juntamente com o deputado José Riva, fizemos muitos enfrentamento e conseguimos resgatar essa verba”, relatou.

De acordo com o prefeito, o recurso será destinado para obras de tratamento com água e esgoto em 25% da região da área mais desestruturada da cidade. Ainda de acordo com o prefeito, somente o atual projeto custou mais de R$ 1 milhão, mas que irá atender a real necessidade do município, uma vez que o antigo havia sido feito há mais de três anos.

“Nós conseguimos R$ 70 milhões do PAC que estavam perdidos. Agora em 2012, vamos fazer 10% a mais da meta física do PAC de 2007 com os mesmos R$ 70 milhões. Vai ter esgoto e água de qualidade em 25% da cidade. Vão ficar faltando somente R$ 27 milhões. Vamos universalizar a água na cidade. Esse vai ser o grande salto da cidade, pois, assim esse município vai realmente acordar para o desenvolvimento e receber investimentos, Várzea Grande não recebe investimentos porque não tem infraestrutura”, explicou.

Zaeli disse ainda, que com os mesmos recursos de 2007, atual administração irá conseguir fazer 10% a mais de obras no município – dando a entender que houve superfaturamento na cotação de preços. Ele também explicou que todos os projetos foram refeitos de acordo com a realidade de Várzea Grande.

Entenda o caso: Desde 2008 quando a Polícia Federal deflagrou a operação Pacenas, em Mato Grosso para combater fraudes em licitação, nas obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) estão paradas. Em Várzea Grande, servidores públicos foram presos.

As investigações iniciaram em 2007 na Superintendência de Polícia Federal em Mato Grosso, por meio de denúncias do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Ministério Público da União e do Estado.

A fraude se dava por meio de indução nos editais de cláusulas que direcionavam determinadas empresas por meio de cláusulas consideradas restritivas.

Na época, foram encontradas várias irregularidades em fiscalizações relatadas pelo TCU: falta de parcelamento do objeto, preços acima dos praticados no mercado, atestados técnicos que extrapolam a análise qualitativa entre outros.

As obras ficaram prejudicadas e a operação não deu em nada. O juiz da 3ª Vara da Justiça Federal de Mato Grosso (JFMT), César Bearsi, anulou em novembro de 2009, a quebra de sigilos bancário e fiscal, as apreensões e todas as escutas telefônicas utilizadas como provas durante a investigação da operação Pacenas, desencadeada em 10 de agosto, pela Polícia Federal (PF), culminando na prisão de 11 pessoas entre empreiteiros e servidores públicos de Cuiabá e Várzea Grande. Fonte: VGNotícias



Eduardo Soares assume a Secretaria de Administração com a missão de detectar vícios e crimes na folha de pagamento

 Posse de Eduardo Soares de Sá, novo secretário de Administração de Várzea Grande

Várzea Grande(MT) - Investindo em todas as frentes procurando destravar e desfazer as armadilhas implantadas na administração da Prefeitura de Várzea Grande, Tião da Zaeli, faz mais uma alteração no secretariado, apostando na possibilidade de aprofundar na investigação e exclusão das centenas de servidores que não estão a serviço do munícipes e sim, tem na prefeitura apenas  uma fonte de renda, concedida por algum amigo ou padrinho, no passado. A mudança aconteceu mais uma vez na Secretaria de Administração.

O novo secretário de administração de Várzea Grande, Eduardo Soares de Sá, assumiu a pasta na manhã desta sexta-feira (16.02) com a missão de diminuir o inchaço da folha de pagamento do município. De acordo com Eduardo, neste período de adaptação ele já conseguiu detectar que falta muita coisa para fazer.

“Nós estamos levantando por Secretaria, por lotação, por cada gestor, são dados que devemos ter até o final do mês. Eu gostaria de ter antes, mas com o feriado de carnaval vai ficar um pouco difícil. É prioridade deixar a folha adequada do tamanho do município, é uma herança de outras gestões e que o prefeito Tião da Zaeli quer resolver para melhorar outros segmentos que Várzea Grande precisa, é o foco do prefeito”, advertiu Eduardo.

De acordo com Eduardo Sá, neste período a meta é melhorar o fluxo de rotina da Prefeitura. “Faremos algumas customizações, melhorar o fluxo da rotina, coisas que pelo fato da Prefeitura ser dinâmica, ela altera as legislações. É necessário fazer constantemente, embora o gestor anterior, Paulo Roberto, fizesse ainda ficaram lacunas a serem completadas”, ressaltou o secretário.

Em relação ao concurso público de Várzea Grande, Eduardo Sá afirmou que neste primeiro momento aproximadamente 600 funcionários serão convocados para assumir as pastas de Educação e Saúde.

“As prioridades estão sendo cumpridas. A homologação dos concursados já aconteceu, as publicação e convocação já vão sair, ou seja, estamos tentando dentre de um curto espaço de tempo cumprir todo o cronograma da Prefeitura e da gestão Tião da Zaeli. No primeiro momento serão convocados aproximadamente 600 servidores, está sendo montada toda uma estrutura, toda uma equipe para otimizar todo o trabalho, hoje a tarde nós terminados todo o fluxograma deste chamamento”, garantiu

Segundo o prefeito, Tião da Zaeli, a substituição na pasta é necessária, porque a gestão busca um quadro altamente técnico. “Uma substituição se faz necessário, nós buscamos um quadro altamente técnico. O Eduardo é uma pessoa de muita tradição em Várzea Grande, conhecedor dos problemas do município e que sempre tem colocado a disposição do serviço público com a intenção de ajudar”, informou o gestor.

Zaeli advertiu que estas serão as últimas trocas de seu staff para que mostre uma dinâmica diferente no município. “No primeiro momento foi dada a oportunidade a todos os secretários que aqui estavam e agora com seis meses desta gestão, nós estamos fazendo os últimos remanejamentos e as últimas trocas, ou seja, dando uma dinâmica diferente, buscando mais resultados”, concluiu. Com participação do VG Notícias

Siga o blog no Twitter: www.twitter.com/bomdiamt

Eleições 2012: Segundo MCCE o Ficha Limpa impede Jaime Campos de candidatar a prefeito de Várzea Grande

Lista organizada pelo Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE), dos que serão barrados pela Ficha Limpa em MT:

Deputados Estaduais:
Airton Rondina Luiz (PP/MT)
Dr. Antônio Azambuja (PP/MT)
Guilherme Antonio Maluf (PSDB/MT)
Hermínio J. Barreto (PR/MT)
João Cuiabano Malheiros (PR/MT)
José Domingos Fraga Filho (DEM/MT)
José Geraldo Riva (PP/MT)
Mauro Savi (PR/MT)
Otaviano Olavo Pivetta (PDT/MT)
Pedro Inácio Wiegert (PP/MT)
Percival Santos Muniz (PP/MT)
Ságuas Moraes Sousa (PT/MT)
Sérgio Ricardo de Almeida (PR/MT)

Deputados Federais:
Carlos Bezerra (PMDB/MT)
Thelma de Oliveira (PSDB/MT)
Eliene Lima (PP-MT)
Pedro Henry (PP-MT)
Wellington Fagundes (PR-MT)

Senado Federal:
Jayme Campos (DEM-MT) - Fonte: Prosa e Política

Siga o blog no Twitter: www.twitter.com/bomdiamt


Governo de Mato Grosso consegue liminar e mantém Hospital Metropolitano administrado por OS


Hospital Metropolitana de Várzea Grande - A Justiça Federal concedeu, nesta sexta (17), liminar favorável ao governo estadual para que o Instituto Pernambucano do Assistência à Saúde (Ipas) continue administrando o hospital Metropolitano. A decisão é do Tribunal Regional Federal da 1ª região e foi concedida pelo desembargador João Batista Moreira, que deferiu agravo de instrumento impetrado pelo Palácio Paiaguás. Na prática, ao menos até o julgamento do mérito da questão, a OSS continua comandando a unidade de saúde.

A decisão acontece após o Ministério Público Federal (MPF) ter solicitado que fosse executada a sentença judicial, proferida em setembro do ano passado, em que o Estado era obrigado a assumir a gestão do hospital. O requerimento foi protocolado pelo procurador Gustavo Nogami, mas, agora, perde o objeto. Caso o Estado não conseguisse reverter, teria de pagar uma multa diária de R$ 100 mil.

Inaugurado em julho do ano passado, o Metropolitano atende principalmente pessoas com problemas ortopédicos. A unidade possui 70 leitos. Anualmente, o Ipas recebe R$ 31,3 milhões e tem a missão de realizar cerca de 500 cirurgias por mês, incluindo atendimento ambulatorial, serviços de apoio diagnóstico terapêutico e atendimento de urgência e emergência. Fonte: RDNews

Siga o blog no Twitter: www.twitter.com/bomdiamt

Quatro vereadores de Várzea Grande não pagam IPTU há mais de 10 anos

 O site VG Notícias fez um levantamento da situação dos vereadores de Várzea Grande em relação ao pagamento do IPTU, constatou que quatro deles não pagam o imposto há muitos anos. Cofira na íntegra a matéria a baixo.




“Um peso e duas medidas”. Enquanto servidores de Várzea Grande são obrigados apresentar certidão negativa de quitação dos impostos, quatro vereadores várzea-grandenses não pagam o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), há mais de 10 anos, no município.

Um breve levantamento feito pela reportagem do VG Notícias mostrou que dos 13 vereadores várzea-grandenses, quatro não honram compromisso com o município e recebem os salários com os recursos dos contribuintes. As informações foram obtidas no portal oficial da prefeitura.

Um dos vereadores inadimplentes é Chico Curvo (PSD). De acordo com dados extraídos do portal, ele está há 17 anos sem pagar o IPTU de sua residência. Os débitos somam quase R$ 5 mil. 

O parlamentar está inscrito na dívida ativa do município por possuir débitos desde 1995 – ou seja, entrou na carreira política, devedor do IPTU, visto que tomou posse como vereador em 1997 e desde então não honra o compromisso com cidade.

Outro vereador que possui débitos antigos e altíssimos é Antônio Cardoso (PSD). Proprietário de vários lotes imobiliários em Várzea Grande, inclusive, muitos não declarados em sua prestação de bens, na Justiça Eleitoral. Cardoso possui débitos relacionados ao IPTU que vem desde 1994 – ou seja, está há 18 anos sem pagar o imposto. Além disso, possui débitos com o Imposto sobre ITBI (Transmissão de Bens Imóveis) e Alvará - o que gerou uma dívida com o município de R$ 14.596,05.

Já o vereador João Madureira (PSC), deve R$ 2.901,2, os débitos vêm desde 1998, ainda, um restante de parcelamento de divida no valor de R$ 358,45.

Nem o presidente da Câmara de Várzea Grande, Antônio Gonçalo de Barros – Maninho de Barros (PSD), deu um bom exemplo. Ele está inadimplente desde 2010 e sua dívida soma R$ 487,68.
Recentemente, o secretário de Controladoria de Várzea Grande, Anildo Cesário, declarou a reportagem do VG Notícias que “não é justo que os moradores paguem o IPTU, enquanto servidores da prefeitura recebem salário do município, não paguem”.

Segundo ele, todos os servidores devem apresentar uma certidão de quitação. Por outro lado, as inadimplências dos próprios vereadores estão escancaradas e nada é feito. 

Outro lado: A reportagem do VG Notícias ligou para os quatro parlamentares, no entanto, dois estavam com os aparelhos celulares desligados e dois não atenderam as ligações. Vale lembrar que o espaço está aberto, caso os parlamentares resolvam manifestar sobre o assunto. Clique aqui e confira relatório de débitos.

E você, o que acha disso? Comente.

Siga o blog no Twitter: www.twitter.com/bomdiamt


 

Médicos de Várzea Grande decidem suspender greve durante o período de Carnaval


Os médicos do município de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, decidiram em assembleia realizada na noite desta quinta-feira (17) suspender a greve apenas durante o período de Carnaval. De acordo com Elza Luiz de Queiroz, presidente do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed), os médicos fizeram o acordo para não prejudicar o atendimento no período de folia. “A classe médica decidiu atender o pedido do secretário de Saúde do município porque se não houvesse atendimento durante o Carnaval a população é que ficaria prejudicada”, declarou a presidente do Sindimed.

Durante o período de Carnaval, o número de atendimentos aumenta consideravelmente nos Pronto-Socorros e policlínicas de Mato Grosso. Conforme a presidente do sindicato, a suspensão da greve deve durar poucos dias. “Os médicos vão dar uma trégua nas negociações e devem atender normalmente durante esse período de feriado. Depois disso, voltaremos a discutir as reivindicações da greve”, pontuou.

Os médicos do município estão em greve desde o último dia 6 de fevereiro quando decidiram paralisar as atividades por falta de pagamento da verba indenizatória, que é um complemento no salário dos profissionais. De acordo com o Sindimed, pelo menos a metade dos 340 profissionais está em greve. No Pronto-Socorro de Várzea Grande, apenas os atendimentos de urgência e emergência estão sendo feitos. Nas policlínicas, cerca de 30% dos profissionais estão atendendo os pacientes.

Marco José da Silva, secretário de Saúde do município, afirmou que deve organizar um cronograma para regularizar o pagamento dos médicos e fazer novas contratações. “Estamos negociando e na medida que houver repasse do governo e disponibilidade financeiro do caixa da Prefeitura vamos pagar a verba indenizatória”, explicou. Fonte: G1

Uma perguntinha do Folha de Várzea Grande: Vamos analisar se nesse período de cumprimento integral das escalas e plantões se realmente os profissionais da saúde não faltarão ao trabalho e se atenderão os paciente de forma mais humana e digna. Está na hora da classe mostrar que vão quebrar o paradigma de 90% dos usuários da saúde pública, e provar que são cidadãos éticos e comprometidos com o compromisso que fizeram ao formar e ao assumir o cargo público.

Servidor do DNIT que liberou obra em Várzea Grande na gestão de Jaime Campos é demitido por irregularidades


O servidor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), engenheiro Francisco Augusto Pereira Desideri, foi demitido, ontem, ao final de um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) instaurado pela Controladoria-Geral da União (CGU), que apurava os indícios de enriquecimento ilícito e outras irregularidades praticadas pelo funcionário público. Em 2009, o Ministério Público Federal (MPF) pediu à justiça que ele juntamente com outros dois servidores do antigo Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER), atual Dnit, e mais o ex-prefeito de Várzea Grande e atual senador, Jayme Campos (DEM), fossem responsabilizados pelo superfaturamento de uma obra realizada naquele município, no ano de 1998, e devolvessem a quantia aos cofres público. O processo ainda está em tramitação.

Em 1998, durante o segundo mandato como prefeito de Várzea Grande, Jayme Campos firmou um convênio com o Ministério dos Transportes para a adequação das rodovias BR 070/163/364/MT na travessia urbana da cidade de Várzea Grande, na avenida Ulisses Pompeu de Campos, entre os quilômetros 520,50 e 522,80. Desideri juntamente com os outros dois servidores do extinto DNER foram os responsáveis pelas análises e aprovações de custo da empresa vencedora da licitação.

No entanto, o servidor foi expulso do serviço federal por outro processo. O PAD, recomendado pela comissão encarregada da sindicância patrimonial, foi instaurado em agosto de 2010. De acordo com a assessoria de imprensa da CGU, o servidor praticou as irregularidades quando ocupava o cargo de gerente na Diretoria de Infraestrutura Terrestre do Dnit. "Ao longo do PAD e da sindicância patrimonial que o antecedeu, o acusado não conseguiu explicar a movimentação financeira (sobretudo depósitos efetuados em sua conta) e o aumento patrimonial, incompatíveis com seus rendimentos. O enriquecimento ilícito viola o artigo 132 da Lei nº 8.112/1990, o estatuto do servidor público federal", aponta a assessoria do órgão federal.

As alegações apresentadas pelo servidor em sua defesa não eram compatíveis com as declarações prestadas à Secretaria da Receita Federal nem com o resultado das investigações feitas pela área de inteligência da CGU. Além disso, o servidor exerceu, concomitantemente à sua função pública, a administração de uma empresa privada, infringindo, dessa forma, outra lei federal. Fonte: Só Notícias


 Siga Folha de Várzea Grande no Twitter: www.twitter.com/bomdiamt

Tribunal de Justiça de Mato Grosso adia novamente julgamento de apelação de Murilo Domingos


O Tribunal de Justiça de Mato Grosso adiou o julgamento d o recurso de apelação interposto pelo ex-prefeito de Várzea Grande, Murilo Domingos (PR), seu irmão e ex-secretário de Fazenda do município, Toninho Domingos e a contadora Sirlene Fagundes. O julgamento estava previsto para hoje, no entanto foi adiado pelo não comparecimento do relator, desembargador José Silvério Gomes.

O recurso tenta reformar a decisão proferida em Primeira Instância que suspendeu os direitos políticos dos envolvidos. A ação civil pública por ato de improbidade foi movida pelo Ministério Público do Estado e tramita na justiça desde 2006, por fraudes licitatórias na Prefeitura municipal, envolvendo a empresa fantasma “João Só, Distribuidora de Alimentos Ltda”.

Prefeito de Várzea Grande exonera servidores acusados de lesão aos cofres públicos


Corrupção em Várzea Grande(MT) - A Prefeitura de Várzea Grande exonerou por justa causa, seis servidores do município, sendo cinco de carreiras e um comissionado. Os servidores respondiam por processo de sindicância por possíveis irregularidades cometidas na folha de pagamento da prefeitura.

Os cinco servidores de carreira exonerados são: Antônio Leite de Barros Neto (popular Lico Cabeção) – Economista; Carlos Alberto Silva - Agente Administrativo; Rosemberg Almeida Barcelos - Operador de Sistema; Sara Joeli Monfort de Albuquerque Leão - Oficial Administrativo e Valdemir Barbosa da Silva - Operador de Sistema. Já o servidor comissionado exonerado foi: Kleiton Marcelo Ferreira de Arruda.

De acordo com publicação no Jornal dos Municípios (AMM) que circula hoje (14.02) no Estado, a sindicância foi instaurada em 15 de setembro do ano passado a conclusa em 08 de fevereiro deste ano. Ainda, conforme a publicação ficou comprovada que os servidores incorreram nos crime contra a administração pública, aplicação irregular de dinheiro público, lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio municipal, dentre outros.

“Resolvo acolher, em todos os seus termos, o relatório proferido pela Comissão Permanente de Sindicância e Processos Administrativos Disciplinares por estar o mesmo de acordo com as provas dos Autos, e JULGO que o servidor Antônio Leite de Barros Neto, Economista, matrícula 0683, incorreu nas infrações estatutárias de Crime Contra a Administração Pública, improbidade Administrativa, Aplicação Irregular de Dinheiro Público, Lesão aos Cofres Públicos e Dilapidação do Patrimônio Municipal, dentre outros, tipificadas no artigo 142, Incisos I, IV, VIII, X e XI da Lei Municipal n° 1.164/91, e lhe APLICO A PENA DISCIPLINAR DE DEMISSÃO”, diz trecho do ato 116/2012, referente ao servidor Lico.

Por conta da sindicância na folha de pagamento da Prefeitura municipal, os servidores estavam afastados dos cargos há quase cinco meses. O relatório da sindicância foi entregue ontem (13.02) ao prefeito municipal, Sebastião dos Reis Gonçalves – o Tião da Zaeli (PSD).

Entenda - Durante a gestão dos servidores frente à coordenação da folha de pagamento do município, foi detectada a existência de 416 servidores fantasmas. Com isso, o Executivo instaurou um processo administrativo para averiguar a irregularidade.

Acusações – Conforme a publicação os servidores terão que responder pelos artigos e incisos da Lei Federal 8.429/92:

Dos Atos de Improbidade Administrativa que Importam Enriquecimento Ilícito: Art. 9° Constitui ato de improbidade administrativa importando enriquecimento ilícito auferir qualquer tipo de vantagem patrimonial indevida em razão do exercício de cargo, mandato, função, emprego ou atividade nas entidades mencionadas no art. 1° desta lei, e notadamente:

I - receber, para si ou para outrem, dinheiro, bem móvel ou imóvel, ou qualquer outra vantagem econômica, direta ou indireta, a título de comissão, percentagem, gratificação ou presente de quem tenha interesse, direto ou indireto, que possa ser atingido ou amparado por ação ou omissão decorrente das atribuições do agente público;

XI - incorporar, por qualquer forma, ao seu patrimônio bens, rendas, verbas ou valores integrantes do acervo patrimonial das entidades mencionadas no art. 1° desta lei;

XII - usar, em proveito próprio, bens, rendas, verbas ou valores integrantes do acervo patrimonial das entidades mencionadas no art. 1° desta lei.

Dos Atos de Improbidade Administrativa que Causam Prejuízo ao Erário - Art. 10. Constitui ato de improbidade administrativa que causa lesão ao erário qualquer ação ou omissão, dolosa ou culposa, que enseje perda patrimonial, desvio, apropriação, malbaratamento ou dilapidação dos bens ou haveres das entidades referidas no art. 1º desta lei, e notadamente:

I - facilitar ou concorrer por qualquer forma para a incorporação ao patrimônio particular, de pessoa física ou jurídica, de bens, rendas, verbas ou valores integrantes do acervo patrimonial das entidades mencionadas no art. 1º desta lei;

II - permitir ou concorrer para que pessoa física ou jurídica privada utilize bens, rendas, verbas ou valores integrantes do acervo patrimonial das entidades mencionadas no art. 1º desta lei, sem a observância das formalidades legais ou regulamentares aplicáveis à espécie;

VII - conceder benefício administrativo ou fiscal sem a observância das formalidades legais ou regulamentares aplicáveis à espécie;

IX - ordenar ou permitir a realização de despesas não autorizadas em lei ou regulamento;

X - agir negligentemente na arrecadação de tributo ou renda, bem como no que diz respeito à conservação do patrimônio público;

XI - liberar verba pública sem a estrita observância das normas pertinentes ou influir de qualquer forma para a sua aplicação irregular;

XII - permitir, facilitar ou concorrer para que terceiro se enriqueça ilicitamente;

Dos Atos de Improbidade Administrativa que Atentam Contra os Princípios da Administração Pública - Art. 11. Constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da administração pública qualquer ação ou omissão que viole os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade, e lealdade às instituições, e notadamente:

I - praticar ato visando fim proibido em lei ou regulamento ou diverso daquele previsto, na regra de competência;

II - retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício. Fonte: VGNotícias




Siga Folha de Várzea Grande no Twitter: www.twitter.com/bomdiamt


Adolescentes de 14 anos é preso no bairro Mapim acusado de assalto violento

Roubo e violência em Várzea Grande - Policiais militares da 2ª companhia Imperial, no inicio da noite deste sábado, 11, realizou a apreensão de um menor de 14 anos suspeito de roubo a residência no Bairro Mapim. O suspeito estava pela rua S do Bairro Mapim, com um grupo de pessoas sentados em frente a uma residência e quando perceberam a presença da Policia sairam em fuga.

O menor D.R.C de 14 anos foi alcançado e com ele foi encontrado uma mochila com um jogo de faca com chaira, uma câmera digital, dois celulares, diversas baterias.

Após a apreensão do menor, no trajeto foi informado via Ciosp que uma residência foi invadida na madrugada do dia anterior, 10, com violência e levado vários pertences da residência, inclusive uma motocicleta. O menor foi levado para ser reconhecido pela vitima, que realmente confirmou ser o mesmo que entrou entou em sua casa.

O menor informou a guarnição que a motocicleta estava escondida em um matagal no Bairro Mangabeira, a guarnição deslocou ao local e encontrou a motocicleta em meio a arbustos, em seguida deslocou ao Bairro José Carlos Guimarães e em uma residência abandonada foi encontrada mais duas mochilas contendo: um playstation com dois controles, cinco perfumes, uma trouxa de substância análoga a maconha, dois bonés, um par de tênis, um relógio, três correntes douradas, três aneis dourados, um par de brincos, diversos carregadore
para celular

Os bens da vitima que reconheceu oMenor de 14 anos foram recuperados, e o comparsa do menor,0 conhecido por" Kesi", ainda não foi encontrado. Fonte: 24HorasNews

PDT, PSB e PSDB se reúnem em Várzea Grande para debater eleições 2012


Mesmo depois de externarem recentemente insatisfações quanto aos diálogos estabelecidos com ‘antigos’ adversários, os líderes do PDT e PSB, siglas que integram o Movimento Mato Grosso Muito Mais, devem ignorar as opiniões contrárias e irão se reunir nesta sexta-feira (10) em um ato suprapartidário para debater políticas públicas em Várzea Grande.

Há pouco tempo, o senador Pedro Taques (PDT) demonstrou-se insatisfeito com as declarações do empresário Mauro Mendes (PSB) sobre uma eventual aliança com o PMDB, do governador Silval Barbosa, adversário do Movimento Mato Grosso Muito Mais na disputa eleitoral de 2010.

Como resposta ao desagrado do líder pedetista, Mendes também manifestou certa contrariedade com a aproximação do senador com o PSDB, que também esteve em lado oposto nas últimas eleições estaduais. O empresário chegou a afirmar que quem teria iniciado os diálogos com as siglas consideradas adversárias fora o próprio Pedro Taques.

Apesar das desavenças e opiniões diversas, Pedro Taques, bem como os líderes socialistas e tucanos estarão reunidos na noite de hoje, no hotel Hitz Pantanal, para debaterem as bases de um movimento intitulado "Várzea Grande de Verdade”.

Além do PDT, PSB e PSDB, também fazem parte do grupo de debate o PPS, PV, PT, PSC, PTC, PMN, PHS e PCdoB. Juntamente com a sociedade, os partidos farão análise da conjuntura política, perspectivas e rumos que a cidade deve tomar.

Taques, bem como o deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) e o deputado federal Valtenir Pereira, presidente do PSB Estadual, que defendeu a postura de Mendes, já confirmaram participação no evento, segundo informou a assessoria.

Dentre os assuntos a serem discutidos pelos lideres partidários surge como tema principal a situação caótica da saúde pública, devido à greve dos médicos, deflagrada na semana passada. Outro tema a ser abordado será a crise política e administrativa, com as constantes trocas de prefeitos que ocorreram no ano passado. Fonte: Olhar Direto

Murilo pode voltar a assumir o cargo de Prefeito nos próximos dias. O buxixo é grande


Os bastidores políticos de Várzea Grande está pegando fogo. Depois que o prefeito afastado, Murilo Domingos, conseguiu reverter a decisão  da Câmara que o afastou do mandato, nos bastidores do poder não se fala em outra coisa, Murilo assume novamente o posto de Prefeito nos próximos dias. A quem diga que o próprio Tião da Zaeli já comenta essa possibilidade.

É difícil entender como isso poderia acontecer, mais um dos primeiros passos seria os vereadores cassar o mandato do Prefeito em exercício, Sebastião Gonçalves, o Tião da Zaeli, abrindo assim caminho para a justiça dar ganho de causa nos processos que Murilo alegando instabilidade política na cidade. Para uma Câmara que já cassou tanto Murilo como Zaelli e depois restituiu novamente os mandatos, aprontar mais uma é tarefa fácil. 

Vereadores de Várzea Grande tiram prefeito do sério em reunião


O prefeito de Várzea Grande, Tião da Zaeli, reuniu-se com os vereadores na Câmara Municipal esta semana. Informações dão conta que em determinado momento o clima ficou muito tenso. Segundo consta, os senhores vereadores fizeram tantos pedidos, exigências e imposições e tentativa de chantagens que tirou o prefeito do sério. A certa altura, achando absurda e pressão dos vereadores, principalmente para defender interesses próprios, o prefeito deixou de vez a diplomacia e ameçou entregar a prefeitura as suas excelências, os vereadores para que administrem a cidade ao modo deles, pois eles não aceita submeter a interesses tão escabrosos.

Pelo que se consta a situação continou a ser discutida numa longa e sigilosa reunião na prefeitura no período da tarde, com a presença de Tião, alguns secretários e até gente do PSD estadual foi convocada.

Funcionários da internos da prefeitura tem comentado que a irritação do prefeito não é pra menos, dizem que a toda hora vereadores encaminham pedidos pessoas, para coisas tão absurdas, que chega dar nojo.

Pelas manobras que os vereadores de Várzea Grande já fez nos últimos dois anos, transformando aquela casa num bunker para defesa de seus interesses, tentando se livrar de quem colocar qualquer difilculdade para que isso se realiza. Nem o judiciário escapou das artifícios e idéias brilhantes dos legisladores municipal. 

Concessão do DAE: Prefeito espera que Câmara vote projeto em 60 a 90 dias


Após muita polêmica e onda de críticas de opositores, o prefeito de Várzea Grande, Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli (PSD), adiou o envio à Câmara Municipal da proposta de concessão do DAE (Departamento de Água e Esgoto).

Agora, a meta é conseguir a aprovação, no Legislativo, de um programa que prevê investimentos no setor e promover discussão com segmentos sociais.

"Vamos elaborar o plano municipal de saneamento que deve ser votado em 60 ou 90 dias pela Câmara Municipal. Depois, faremos três audiências públicas para discutir com a sociedade e segmentos envolvidos a proposta de concessão", comentou Zaeli, em entrevista.

Na última semana de janeiro, houve a convocação de uma sessão extraordinária na Câmara Municipal de Várzea Grande para votar o projeto de concessão do DAE.

No entanto, não houve votação por falta de quórum. Apesar disso, Zaeli nega que tenha solicitado a sessão extraordinária para colocar em votação o polêmico projeto de concessão e explica que o motivo foi outro.

"Com a extinção da Fusvag, nós precisávamos criar cargos dentro da estrutura da Prefeitura para absorver os funcionários e pagar a folha salarial de janeiro. Se não fizéssemos isso naquela semana, os funcionários não iriam receber seus vencimentos", disse.

Incapacidade
Zaeli declarou ainda que não observa capacidade do município em resolver o problema da falta de água nos bairros.

"Tenho a certeza que o poder público não tem condição para promover a melhoria no sistema de distribuição de água", declarou.

O prefeito saiu em defesa que a gestão do DAE seja feita pela iniciativa privada, citando exemplos que considera "exitosos" de privatização.

"Temos exemplos bem-sucedidos na telefonia e energia elétrica promovidas pelos governos federal e estadual. É uma alternativa, diante dos problemas enfrentados pela administração pública", disse.

Um dos argumentos para remeter a gestão do DAE à iniciativa privada são as altas dívidas que impedem uma capacidade de investimento mais ampla. Além disso, conforme levantamento do TCE (Tribunal de Contas do Estado), Várzea Grande enfrenta problemas de arrecadação fechando o ano com déficit (saldo negativo) nas contas.

"A demanda de abastecimento de água cresce desproporcionalmente e não é acompanhada pela capacidade de investimentos do poder público. Há uma capacidade financeira em Várzea Grande para resolver este problema. São necessários R$ 280 milhões para universalizar o sistema de distribuição de água e incapacidade financeira para resolver. Só com a Cemat, a dívida do DAE atinge R$ 88 milhões. Isso revela a incapacidade de investimento próprio", afirmou.

Família Campos
Zaeli ainda rebateu as críticas da família Campos, que condenou, publicamente, o projeto de concessão do DAE. O deputado federal Júlio Campos classificou-o de "estelionato eleitoral" e o senador Jayme Campos disse que havia cheiro de "carniça no ar".

"Qualquer denúncia tem que ser feita ao Ministério Público, que fica próximo à sede da Prefeitura, e não ficar divulgando conteúdo vazio pela imprensa", disparou o prefeito. Fonte: Midia News

Siga o Folha de Várzea Grande no Twitter: www.twitter.com/bomdiamt

Guarda Municipal de Várzea Grande inicia hoje fiscalização de Vans Escolares

A Guarda Municipal de Várzea Grande inicia hoje (08.02) a fiscalização em vans escolares, a ação visa identificar os veículos que estão legalizados, e os que ainda estão executando os trabalhos de forma irregular. A operação também tem finalidade de conscientizar o maior número possível de condutores de veículos de transporte escolar, para que as crianças, que são as vítimas mais vulneráveis de acidentes de trânsito, tenham a vida protegida.

O comandante da Guarda Municipal, Louriney aconselha os pais que fiquem atentos ao contratarem os serviços de transportes escolares para seus filhos. “A nossa idéia é proporcionar mais segurança aos alunos que dependem das vans. Para que os pais possam trabalhar tranqüilos sabendo que as crianças estão voltando das aulas seguros”, enfatiza Louriney.

De acordo com comandante, a fiscalização inicia em frente ao Colégio Adventista, situado na Rua do Embaúval , Centro. As vistorias prosseguem até o final do mês de Fevereiro, em localidades diferentes, a partir das 11h. Fonte: 24HorasNews

Várzea Grande terá atrações especiais na Feira Arte da Terra nesta quinta

Várzea Grande e a Feira de artesanato regional Arte da Terra - A Secretaria de Assistência Social convida os várzea-grandenses para prestigiar a Feira de artesanato regional Arte da Terra, a exposição acontece toda quinta-feira das 17h às 22h.

Os visitantes terão acesso aos produtos artesanais e comidas típicas. “São produtos de qualidade e que agradam todos os visitantes”, afirma a secretária de Assistência Social, Suely de Fátima Dias.

Nesta edição da feira técnicos do Centro Integrado da Mulher (CIM) estará realizando abordagens orientando homens e mulheres sobre os riscos do câncer de mama. “É importante ambos terem conhecimento sobre os riscos da doença, assim o homem pode auxiliar a esposa até mesmo no momento do auto exame”, alerta a gerente da unidade Waldinete Dantas.

Os técnicos estarão distribuindo panfletos, distribuição de preservativos, agendamento para consultas com psicólogos e exames de CCO, entre outros serviços.

A animação da feira ficará por conta da banda da Policia Militar. Fonte: 24HorasNews

Prefeito de Várzea Grande promete atender a população através dos pedidos dos vereadores

Várzea Grande(MT) - Alvo de frequentes criticas dos democratas, em especial do senador Jayme Campos e de seu irmão o deputado federal Júlio Campos, o prefeito de Várzea Grande, Tião da Zaeli (PSD) aproveitou a primeira sessão na Câmara após o recesso parlamentar da Câmara, realizada na última segunda (6), para firmar o compromisso de estar mais próximo da sociedade. “Estou pronto para atender todos os vereadores e buscar acolher todas as reivindicações feitas pela população através dos parlamentares”, prometeu.

A reabertura dos trabalhos do legislativo municipal apresentou 26 indicações, duas moções de pesar e cinco projetos de lei, sendo um de autoria do Parlamento e quatro do Executivo. O presidente da Câmara, Maninho de Barros (PSD), destacou a importância do retorno aos trabalhos. Doze dos 13 vereadores participaram da sessão.

Maninho também fez um balanço de 2011 e disse esperar que as demandas sejam superadas este ano. “Durante o ano passado os parlamentares apreciaram aproximadamente 175 projetos de lei, 1.401 indicações, 53 moções ”, citou. A próxima sessão está marcada para ocorrer nesta quarta (8), a partir das 18h. Fonte: RDNews


Eleições 2012: PMDB pode apoiar a candidatura de Tião da Zaeli


As eleições 2012 em Várzea Grande já começa a ter candidaturas definidas pelas cúpulas dos partidos. Um desses casos é o do  deputado estadual Wallace Guimarães (PMDB) é quase “carta fora do baralho” na corrida para prefeito nas eleições de 2012.

Depois de sofrer rejeição dentro do próprio partido, o deputado estadual Wallace Guimarães (PMDB) é quase “carta fora do baralho” na corrida para Prefeitura de Várzea Grande nas eleições de 2012.

O motivo é a quase “fechada” composição da sigla com os sociais-democratas, que por meio de um dos seus maiores líderes, o presidente da Assembleia Legislativa e deputado estadual José Riva (PSD) teriam realizado o convite ao governador Silval Barbosa (PMDB) também um dos maiores lideres entre os peemedebistas no Estado.

Além de ter um elo parentesco, Riva e Silval querem repetir a coligação das eleições de 2008. Época que o deputado ainda era do PP e já fazia parte da chapa dos peemedebistas.

Toda expectativa que tem gerado o convite mostra que o PSD quer apostar suas fichas no atual prefeito de Várzea Grande, Sebastião dos Reis Gonçalves (PSD) – Tião da Zaeli, já que, além do PMDB outro partido que irá entrar na composição é o PR.

Os republicanos tem demonstrado afeição a Tião e buscam um nome para lançar como vice da composição. A “turma da botina” até que tentou convencer alguns empresários a lançar candidatura, porém até o momento nenhum se dispôs a investir nas eleições.

Por outro Wallace Guimarães segue na briga interna para se lançar candidato. O todo poderoso peemedebista e líder regional do partido, deputado federal Carlos Bezerra, disse que a decisão é do diretório municipal, mas lavou as mãos para indicar alguém, ou pelo menos se absteve de escolher entre Wallace ou o secretário Estadual de Cidades Nico Baracat.

Siga o Folha de Várzea Grande no twitter: www.twitter.com/bomdiamt

Em Várzea Grande dois casais são presos após flagra com menor de idade em motel

Quatro pessoas foram presas pela Polícia Militar após serem flagradas com um menor de idade em um motel em Várzea Grande. A prisão é resultado de uma operação da Comando Regional II.

Vários locais que tinham denúncia de presença de menores de idade foram abordados por uma equipe de policiais, entre bares e restaurantes. Em um deles, o motel no bairro Jardim Potiguar, um menor de 18 estava presente.

Na ocasião foram presos Arnaldo Gomes dos Santos, 40 anos; Altoir Grattiboni, 34 anos; Lidiany Patricia Fortes Silva, 19 anos e Andressa Ladislau Camara, 18 anos.

Os dois casais e o proprietário do estabelecimento, Arnaldo dos Santos, foram encaminhados a Central de Flagrantes. Fonte: Olhar Direto

Júlio Campos diz que filho fala 3 idiomas e está pronto para ser prefeito de Várzea Grande


Eleições 2012 em Várzea Grande - Iniciando as articulações para o pleito deste ano, o deputado federal Júlio Campos (DEM) rasga elogios ao próprio filho e pré-candidato a prefeito de Várzea Grande, Júlio Neto. “Ele é jovem entusiasmado, fala 3 idiomas e tem bons contatos empresariais”, dispara. Em seguida, o democrata alfineta o irmão, senador Jayme Campos, que nos bastidores resistiria à ideia de lançar o sobrinho, e também o deputado Wallace Guimarães, pré-candidato do PMDB ao Paço Couto Magalhães. “Chega de de Jayme e Wallace, vamos dar uma oxigenada aqui”, enfatiza.

Contudo, em 2008 o próprio Júlio Campos concorreu a prefeito da cidade e amargou derrota para o então prefeito Murilo Domingos (PR), reeleito. A família Campos governou o município por 20 anos. Apesar disso, o deputado não mede esforços para colocar um sucessor na prefeitura. “A nova geração precisa ter oportunidades. Ele (Júlio Neto), é muito dedicado! Sai de casa às 6h da manhã para percorrer os bairros e ver o que é melhor para a cidade”, exalta.

Assim como Wallace e Jayme, o prefeito da cidade, Tião da Zaeli (PSD), também é criticado por Júlio. Ele chegou, inclusive, a chamar o social-democrata de farinheiro. “Aquele farinheiro é um ganhador de dinheiro, começou vendendo amendoim e agora está como prefeito por consequência do destino”, dispara o democrata.

O deputado aproveitou o encontro da cúpula do DEM, no final de janeiro, para dizer que pretende articular um movimento cobrando o acompanhamento pelo Ministério Público da venda do Departamento de Água e Esgoto do município (DAE). Fonte: RDNews

Siga Folha de Várzea Grande no twitter: @bomdiamt

Jaime Campos tenta explorar amizade com Riva para minar candidatura de Tião da Zaeli



Eleições 2012 em Várzea Grande - O prefeito várzea-grandense Tião da Zaeli, principal "estrela" do recém-criado PSD no município, terá dificuldades para consolidar o projeto de reeleição. Além de estar com a imagem vinculada a do sucessor Murilo Domingos, que levou a gestão ao caos e, diante de escândalos, teve o mandato cassado, ainda enfrenta um jogo político interno e externo combinado até com possíveis adversários que pode chutá-lo para fora do campo.

De um lado, o prefeito se esforça para ajustar as contas e melhorar o funcionamento de setores essenciais, como saúde e educação, e investir em obras. O problema é que há muitos entraves. O município está inadimplente desde o início do ano passado, quando Tião assumiu o cargo de chefe do Executivo. Inscrito no Cadin, fica impedido de receber recursos estaduais e federais e de firmar convênios. Passa a sobreviver praticamente da receita própria e de verbas carimbadas oriundas das outras esferas de poder, especialmente do Fundo de Participação dos Municípios.

Quanto às amarrações políticas, Tião precisa estar em sintonia e pedir "benção" para o cacique social-democrata José Riva, que é quem dita as regras no partido. Se Riva rejeitar a proposta de recandidatura de Tião, será como uma ordem, levando a legenda a buscar alternativas de alianças fora da cabeça de chapa. Acontece que Riva é amigo pessoal do senador Jayme Campos (DEM) desde o início dos anos 1990, quando ele começou como deputado e, Jayme, no posto de governador.

Espaço e acordo

Jayme assistiu o seu partido perder para Tião todos os vereadores no município onde reside e do qual foi prefeito por três vezes. Agora, começa a se recompor na esperança de voltar ao poder local. Os democratas são unânimes em afirmar que só têm condições de reconquistar o Paço Couto Magalhães com Jayme como candidato. Nem mesmo outros nomes da família, como da esposa Lucimar Campos, do sobrinho Júlio Neto, e do irmão Júlio Campos, teriam chance de vitória numa eventual briga com Tião, que conta com a máquina pública a favor, e com o deputado Walace Guimarães, que disputa com Nico Baracat o direito de candidatura pelo PMDB e com respaldo do governo estadual.

Como o DEM vem cobrando sua candidatura, o senador entrou nas articulações. Antes de confirmar se concorrerá ao pleito, ele trata de "abater" possíveis adversários para a vitória ficar mais fácil - foi assim para prefeito, governador e para senador. Jayme já procurou Riva. Quer convencê-lo a tirar Tião do páreo. Por enquanto, Riva resiste, mas o fator amizade com Jayme, somando a acordos para as eleições de 2014, ao desgaste e ao fraco desempenho eleitoral do prefeito do seu partido, são fortes argumentos para o PSD abrir mão do projeto próprio em Várzea Grande. Fonte: RDNews

Siga o blog no Twitter: @bomdiamt

Idoso de 61 anos é acusado de estuprar sobrinha de 10


Pedofilia em Várzea Grande(MT) - A Delegacia de Defesa da Mulher e do Adolescente de Várzea Grande vai investigar a denúncia de abuso sexual do vendedor Abelino Ferreira da Silva, de 61 anos, praticado contra sua sobrinha, de 10 anos. O caso veio à tona, na noite desta sexta-feira, após a mãe da garota estranhar o comportamento dela nos últimos dias, pois chorava muito e estava triste.

Então, acabou contando que o tio, no mês de dezembro, a levou para a casa dele, no Parque Sabiá, em Várzea Grande onde tentou abusá-la sexualmente. Conforme a criança, o tio pegou nos órgãos genitais dela, colocou na TV alguns filmes pornográficos e ficou pelado na frente dela. Por último, tentou estuprá-la. Como começou a gritar.

Antes de levar a sobrinha de volta para casa dela, a ameaçou caso contasse para a mãe. A partir daí, a garota começou a ficar triste e chorava muito.

Após o depoimento da filha, a mãe acionou a PM que prendeu Abelino que o levou até a Central de Flagrantes de Várzea Grande. Como o prazo para a prisão já havia passado, o delegado plantonista enviou o caso para a Delegacia da Defesa da Mulher. Fonte: Midia News

Siga o blog no twitter: @bomdiamt

Copa 2014: Várzea Grande vai ganhar Centro de Treinamento orçado em R$ 24 milhões


Copa 2014 e os investimentos em Várzea Grande - O município de Várzea Grande receberá investimentos  R$ 24 milhões, devido à participação de Cuiabá na Copa do Mundo de 2014. Este é o valor que deverá ser aplicado na obra do Centro de Treinamento, que funcionará na região da Barra do Pari, na zona rural do município.

O projeto obteve empenho da bancado federal de Mato Grosso no Congresso Nacional  que conseguiram garantir emendas no Orçamento Geral da União no total dos R$ 24 milhões necessários para o empreendimento.

Conforme o secretário extraordinário da Copa do Mundo, Eder Moraes, a classe política está unida para conseguir a liberação deste recurso. "O governador Silval Barbosa e os parlamentares da bancada federal estão empenhados em conseguir a liberação deste dinheiro junto ao Ministério do Planejamento. Estamos confiantes em um resultado favorável", comentou.

O terreno onde funcionará o Centro de Treinamento foi doado pela empresa Ginco Empreendimentos ao Governo do Estado. A empresa deverá assumir a responsabilidade em executar obras de asfalto e drenagem, diante da proposta de transformar o local em uma das áreas mais valorizadas do município.

om capacidade para 5 mil pessoas e prazo de execução de 360 dias, o projeto executivo do Centro de Treinamento de Várzea Grande será analisado pela equipe técnica da Secopa (Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo), no dia 13 deste mês.

"A partir daí, avaliaremos a possibilidade de lançar o edital de licitação em março", revelou o secretário-adjunto de Infraestrutura da Secopa, Marcelo de Oliveira.

O secretário Eder Moraes comentou que o planejamento de obras no local vai favorecer a população de Várzea Grande e melhorar índices sociais."Durante a execução da obra, será um importante polo de geração de emprego. Serão R$ 24 milhões, que refletirão na melhoria do consumo e circulação de riqueza", disse.

Eder ainda acredita que a conclusão do CT e a melhoria de infraestrutura do local vão permitir a chegada de novos investimentos. "Isso pode atrair outros investidores para o local. Estamos próximos da fábrica da Coca-Cola e tem a previsão de obras de conjuntos habitacionais e apartamentos, aumentando a valorização da região", observou.

O prefeito de Várzea Grande, Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli (PSD), saiu em defesa dos investimentos em Várzea Grande. "As obras do Centro de Treinamento iniciam um novo ciclo marcado pela melhoria da qualidade de vida no município e a Prefeitura está disposta a auxiliar no que for necessário", afirmou.

O projeto do Centro de Treinamento de Várzea Grande contempla uma moderna sala de imprensa, alojamento, salas de musculação e fisioterapia, cozinha, sala de jogos e restaurante.

Ainda está prevista a construção de dois CTs em Cuiabá, sendo um no CPA (Centro Político Administrativo) e outro na UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso). Fonte: Midia News