Várzea Grande e o trato com a corrupção


Definido. A suplente de vereador, Cely Almeida (PR), foi nomeada no cargo de diretora do Instituto de Seguridade Social dos Servidores de Várzea Grande (Previvag). O ato de nomeação foi publicado no jornal Correio Várzea-grandense que circula hoje (10.06) no Estado, porém, a suplente está respondendo pela pasta desde 08 de junho. Já o antigo gestor, Valderez Antonio Ferreira, foi remanejado para responder pela gerência de benefícios do Instituto.

A dupla – Cely e Valderez possuem um passado manchado pela corrupção. Em 2009 a Controladoria Geral da União (CGU) identificou um rombo de mais de R$ 1 milhão na Secretaria de Promoção e Assistência Social do município durante os anos de 2007 e 2008 – quando o comando da pasta foi partilhando entre Cely Almeida e Valderez.

No entanto, mesmo carregando essa bagagem em seu currículo, o prefeito municipal, Murilo Domingos (PR), fecha os olhos e coloca no poder de Cely uma das pastas mais importantes do município - a que cuida do direito previdenciário do servidor publico municipal.

Ainda, o que pesa na escolha é a manobra de Murilo para manter sob controle os parlamentares várzea-grandenses. Desde que reassumiu a prefeitura, ele tem feito concessões aos vereadores. Atualmente, metade dos parlamentares na Casa de Leis é suplente. Uma manobra política para manter “governabilidade” e agir sem fiscalização. Confira publicação do ato.


Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário