Tião da Zaeli e Pedro Henry assinam termo sobre Hospital Metropolitano

O prefeito em exercício, Sebastião Gonçalves,o Tião da Zaeli, e o secretário de Estado de Saúde, Pedro Henry, assinaram, na manhã desta quinta-feira (10), o Termo de Cessão em Comodato da Estrutura do Hospital Metropolitano de Várzea Grande. Pelos próximos 10 anos, no mínimo, a administração da unidade de saúde ficará sob a responsabilidade do Governo do Estado. Para que o local inicie os atendimentos, serão investidos R$ 3,7 milhões para a compra de equipamentos. Segundo previsão do secretário, o hospital entra em funcionamento ainda este semestre.

Hospital Metropolitano em Várzea Grande

“Esta será uma unidade para atendimento de toda a região metropolitana. Então, nada mais justo que seja gerenciada pelo governo estadual. Com mais esse hospital, temos a certeza que desafogaremos o pronto socorro”, explica o prefeito em exercício, Sebastião Gonçalves. O Hospital Metropolitano terá 72 leitos e será referência em ortopedia e traumatologia.

Segundo o secretário de estado de saúde, ao mês, quando em funcionamento, a unidade consumirá entre R$ 2,5 e R$ 3 milhões para manutenção.

O secretário de Saúde de Várzea Grande, Renato Tetilla, acrescenta que, ao mês, chegam ao pronto socorro 300 pacientes com algum tipo de fratura. Ele lembra que o funcionamento do hospital não solucionará o problema enfrentado na Grande Cuiabá. “Vamos arrumar os setores de urgência e emergência para, em seguida, fazermos um enfrentamento da regionalização da saúde”. O secretário conta que há, desde 2009, um recurso da ordem de R$ 1,1 milhão que, devido a burocracia, está depositado na conta da secretaria, mas sem destinação. “Com a liberação desse valor, investiremos, por exemplo, na reforma da UTI adulta e pediátrica do pronto socorro de Várzea Grande”.

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário