Sequestrado dono da Todimo Materiais de Constrção, maior rede do Centro Oeste


    • Edson Rodrigues
    • Toninho da Todimo, em foto recente, durante audiência no Palácio Paiaguás














Está desaparecido, desde a noite de quarta-feira (1º de abril), o empresário do ramo de material de construção Antônio Pascoal Bortoloto, 64, dono da Todimo.

  • Segundo uma fonte ligada à família, trata-se realmente de um crime de sequestro. Mas a mesma fonte alega que a família não vai se pronunciar sobre o assunto e nega que o valor do pedido de resgate seja de R$ 5 milhões, como noticiaram ontem alguns sites de notícias da Capital. Também não confirma se os sequestradores já fizeram algum contato.

    O empresário, um dos mais importantes do ramo em Cuiabá, fazia aniversário no dia do desaparecimento, e teria saído de casa, que fica em um bairro luxuoso da Capital, para comemorar a data, mas não retornou, o que preocupou a família.

    A Polícia Civil tem conhecimento do desaparecimento e trabalha com várias hipóteses, entre elas sequestro e extorsão. Mas garante que ainda não foi procurada pela família do desaparecido.

    Ontem, o movimento era intenso no prédio da Gerência de Repressão a Sequestro e Investigações Especiais da Polícia Civil de Mato Grosso, cujo coordenador é o delegado Luciano Inácio da Silva. Mas a polícia mantém silêncio sobre o assunto e não atendeu a equipe de reportagem.

    Segundo fontes, a informação era de que o delegado Luciano Inácio esteve reunido durante todo o dia com a equipe de investigadores, definindo estratégias para esclarecer o desaparecimento do empresário.

    A Polícia Civil também não esclareceu se um carro encontrado carbonizado na madrugada de ontem, no bairro Costa Verde, em Várzea Grande, tem relação com o crime. O veículo foi localizado por populares na noite do crime em um matagal que fica sob a linha de energia do bairro, o "Linhão" e foi retirado na manhã de ontem pelo guincho da polícia.

    Sem informações precisas, a imprensa passou o dia de ontem especulando sobre o possível sequestro do empresário. Alguns sites chegaram a afirmar que ele teria sido abordado por bandidos quando estava retornando para casa, mas a notícia não foi confirmada.

    Sabe-se apenas que toda a polícia está trabalhando no caso e que muitos policiais já estavam trabalhando desde a noite de quarta-feira, sem dormir, tentando esclarecer o crime, de grande repercussão na cidade.


Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário