PM morre tentando evitar fuga na cadeia feminina


PM morre ao evitar fuga de detenta em Cáceres

Um policial militar foi morto ao tentar evitar o resgate de uma detenta, nesta sexta-feira à tarde, na Cadeia Pública Feminina de Cáceres (221 km de Cuiabá). A unidade abriga 84 mulheres.

A tentativa de fuga ocorreu no começo da tarde. Alfredo Wagner Moraes e Ailton Moreira Santos invadiram o presídio armados, em busca de uma mulher identificada pela Secretaria da Segurança Pública de Mato Grosso como Lúcia.

Na saída, foram cercados por PMs de Cáceres. Houve troca de tiros. Um dos policiais, o cabo Antônio Marcos Caballa, levou um um tiro no ombro e morreu no local.

Para evitar a prisão, os criminosos voltaram para dentro da cadeia e fizeram cinco reféns --dois agentes prisionais e três pedreiros.

Segundo o comando da PM, os dois homens ficaram em uma sala e sem contato com as presas da unidade. Durante as negociações, exigiram um carro "potente" e a presença de um advogado.

A dupla se entregou no final da tarde --um deles passou mal e precisou ser hospitalizado. A detenta deixou a unidade carregando os dois revólveres usados na ação e também se entregou.

Os reféns foram liberados sem ferimentos. Moraes, Santos e Lúcia seriam ouvidos no Centro Integrado de Segurança e Cidadania, em Cáceres.

O secretário da Segurança Pública de Mato Grosso, Diógenes Curado, lamentou a morte do militar, que atuava em Cáceres havia dez anos. Disse que a segurança externa do presídio será discutida e que a unidade deverá ser reformada ainda neste ano.

Fonte: Folha Online

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário