Trânsito Cuiabá Chapada congestionado e acidente fere sete e mata um

Acidentes causa morte e fere sete

Um pessoa morreu e outras sete ficaram feridas em dois acidentes registrados na estrada que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães na tarde de ontem. O taxista Luciano da Silva Cirilo, 25, que dirigia o veículo Celta de cor branca não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Seu carro se chocou com um automóvel Doblô, ocupado por cinco pessoas, três mulheres e dois homens, que foram socorridos e levados para o Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá em estado grave.

A causa do acidente ainda não foi confirmada oficialmente pelos peritos e nem pelo Corpo de Bombeiros. Um dos peritos disse à reportagem que na sua avaliação preliminar o taxista, que trafegava na rodovia MT-251 no sentido de Chapada para Cuiabá, teria tentado realizar uma ultrapassagem em local impróprio e batido no veículo Dublô, que vinha no sentido oposto.

A batida foi tão forte que o táxi foi jogado cerca de cinco metros fora da pista. O trânsito no local ficou interrompido por cerca de uma hora e funcionou parcialmente por aproximadamente três horas. Vários taxistas estiveram no local, inclusive o presidente da Sindicato dos Taxistas do Estado de Mato Grosso, Abel Arruda, que não concorda com a versão de que seu companheiro teria tentado uma ultrapassagem perigosa. "Se observarmos detalhadamente vamos ver que o Dublô começou a frear bem antes, ou seja, ele provavelmente estava em alta velocidade e teria tentado algo que não conseguiu".

Um outro acidente foi registrado na mesma rodovia a cerca de 10 quilômetros antes da cidade de Chapada, quase na mesma hora do que envolveu o Táxi e o Doblô. Dois automóveis se chocaram, três crianças teriam ficado feridas e levadas para o Pronto Socorro. Informações de testemunhas contam que este acidente também teria ocorrido em função da imprudência de um dos motoristas. O que, como no anterior, ainda vai ser investigado pela polícia.

De acordo com os policiais de plantão da Polícia Militar no Pronto Socorro os nomes vítimas não puderam ser divulgados em função do grande número de pessoas que estava no local na tarde de ontem.


Autor:Wisley Tomaz
Fonte: Da Redação A Gazeta

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário