Eleições 2008, a entrevista de Júlio Campos ao Diário de Cuiabá

O pré candidato a prefeito pelo DEM de Várzea Grande concedeu uma entrevista ao Jornal Diário de Cuiabá na edição de domingo, 11 de maio. Transcrevemos aqui alguns trechos de sua entrevista.

Vamos a ele:


O Pré-candidato do DEM a prefeito de Várzea Grande, Júlio Campos, quer vencer o seu principal adversário, deputado Maksuês Leite (PP), com um discurso que destaca a importância da experiência na gestão pública. Ao reconhecer a força política do parlamentar, o democrata busca uma estratégia de campanha para tentar desarticular o projeto do PP.

Sem papas na língua, Júlio não se faz de rogado e critica o deputado. Cobra melhor desempenho de Leite na Assembléia Legislativa. Mesmo tentando minimizar o potencial do parlamentar, Júlio admite que a corrida ao Paço Couto Magalhães pode ser um tanto árdua, principalmente, se perder o apoio do deputado democrata Walace Guimarães.
MAURICIO BARBANT




Sobre deputado Walace Guimarães

"estou respeitando o período de luto, de resguardo..."

Diário - E como fica a questão do vice na chapa do DEM agora? O senhor conversou com o deputado Walace Guimarães?


Júlio - Não, ainda não. Depois da votação ainda não o procurei porque estou respeitando o período de luto, de resguardo que a pessoa tem que ter porque saiu um pouco traumático. Há pessoas insuflando os ânimos, mas acredito que passado esse período de resguardo possamos conversar. A questão do vice está em aberto, o partido não fechou, tanto é que não convidamos ninguém até agora. É claro que se não for feita uma composição internamente com a participação dele e do seu grupo, teremos que levar essa possibilidade aos partidos coligados de indicar o vice. Existem muitas pessoas de alto nível que poderão ocupar o cargo.

Sobre o deputado Maksuês Leite

"Ele que vá pentear macaco,"

Diário - Como vê hoje o deputado Maksuês como adversário do JúlioCampos?


Júlio - Eu acho que o deputado Maksuês tinha que ter uma experiência administrativa. É um bom parlamentar em início de mandato, aliás, não é um bom parlamentar. É um bom locutor e apresentador de televisão, nisso ele é competente, mas não vamos desconhecer que ele sabe fazer uma boa laranjada. Mas em compensação como parlamentar, atualmente nesse um ano e meio de mandato a sua atuação tem sido negativa. Não vi um projeto de lei, um projeto de importância para Mato Grosso que ele apresentasse nessa Casa. Eu não vi nenhum debate dele sério e consistente a favor do povo mato-grossense que lhe conduziu para o Palácio Dante de Oliveira. Eu não vi dele nenhuma atuação concreta a favor de Várzea Grande tanto é que agora as duras penas é que ele está conseguindo viabilizar um recurso para o parque ecológico, que já existe um projeto da gestão do Jayme e que foi uma área que eu doei para a Berneck. A empresa devolveu para a população várzea-grandense e com ajuda do governador esse parque vai ser iniciado agora. Fora essa verbinha para o parque ele só atrapalhou.

Fonte: Diario de Cuiabá

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário