Eleições 2008 em Várzea Grande



As eleições de 2008 no município de Várzea Grande tem tudo para se tornar histórica. Existe muita coisa de bastidores para comentar, mas pela matéria abaixo, veja como a coisa já está quente. Está só começando, e quente, a matéria está ai pra você conferir.









Para Maksuês, TV Assembléia fez

publicidade para Júlio Campos


O deputado Maksuês Leite (PP) condenou, hoje de manhã, a forma como a TV Assembléia conduziu, na tarde desta quinta-feira (10), entrevista com o ex-conselheiro do Tribunal de Contas e pré-candidato à prefeitura de Várzea Grande, Júlio Campos, durante as duas horas em que Campos se manteve no ar na emissora pública num programa de entrevistas de cunho político.

Pré-candidato à prefeitura de Várzea Grande, Maksuês denunciou que os entrevistadores de Campos – entre eles um funcionário da Assembléia – conduziram o programa com uma linha editorial que beneficiou, de “forma clara e absurda”, a pré-candidatura do ex-conselheiro à sucessão municipal deste ano.

Campos participou ontem à tarde de programa de entrevistas na TV Assembléia, a convite da emissora. Só que os dois entrevistadores do ex-conselheiro conduziram as perguntas de forma a deixar Campos a vontade para emitir opiniões sobre sua pré-candidatura e supostos projetos que ele tocaria em Várzea Grande a partir de 2009. Os jornalistas também procuraram emitir opiniões próprias sobre as chances de Campos de vencer o pleito, além de menosprezarem os demais pré-candidatos, como foi o caso do deputado do PP.

Segundo Maksuês, o programa foi totalmente voltado a fazer publicidade da pré-candidatura de Campos. O deputado falou que os entrevistadores de Campos fizeram uma campanha “explícita e escancarada” em favor deste, o que não se pode permitir em se tratando de um programa em uma tv pública e aberta.

Maksuês lembrou que foi dada a Campos a oportunidade de falar já como prefeito de Várzea Grande, o que afronta a lei eleitoral. “O que aconteceu foi que os jornalistas falaram com Campos como prefeito já eleito, em detrimento dos demais nomes que almejam disputar a prefeitura da cidade”, ressaltou Maksuês. Ele falou que, inclusive, Campos foi sabatinado sobre as eleições ao governo de 2010, como se o pleito de 2008 já estivesse sido vencido pelo ex-conselheiro.

Denúncia em plenário – Maksuês falou hoje que vai denunciar à Mesa Diretora da Assembléia Legislativa, a forma como Campos foi privilegiado na entrevista que a emissora levou ao ar nesta quinta-feira. Segundo o deputado, não é aceitável que, em se tratando de uma tv pública, a TV Assembléia assuma postura favorável a um pré-candidato, em detrimento de outros políticos que pretendem disputar as eleições municipais deste ano.
Fonte: Site O Documento

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário